Category Archives: Medicamentos

Anticoncepcionais- Qual a melhor época para largar

Para aquelas mulheres que já passaram muitos anos evitando a gravidez, tomando Anticoncepcionais, isso por algum tipo de motivo pessoal, por ser jovem demais, por não se sentir preparada, ou por não ter encontrado o parceiro ideal, e assim vai, bem, você pode esta pensando diferente hoje!- O relógio biológico tocou e você está decidida a tomar o rumo a cegonha, quer engravidar, e deseja abandonar os contraceptivos. Aí vai algumas dicas e métodos para proseguir com seu intuito:

Para os tipos de Anticoncepcionais:

Pílula: Assim como o adesivo anticoncepcional, nos dois modos o método funciona por ação de hormônios, que fazem com que ovulação seja bloqueada, o que acontece, ao suspender o uso, na maioria dos casos, as mulheres volta a menstruar e ovular normalmente. O aconselhável é, que esperem o prazo de uns dois meses antes de tentar engravidar. Porém não há nenhum estudo científico que comprove que uma gravidez imediata tenha qualquer tipo de risco.  DIU: Um tipo de dispositivo intra-uterino, que promove a barreira mecânica impedindo a gravidez, ele sendo retirado, a concepção pode ocorrer naturalmente, existe um outro tipo de versão do DIU tradicional, o Mirena, tipo de reservatório que libera progesterona no útero, e ao ser retirado, a mulher também poderá engravidar. 

O aconselhável, é que, tire o DIU três meses antes de tentar engravidar”, afirma o ginecologista, obstetra, e diretor clínico do Hospital e Maternidade São Luiz- Alberto dAuria, sendo assim, o organismo terá um prazo maior é suficiente para voltar normalidade fisiológica e dará maiores chances de sucesso”, explica. A Camisinha e diafragma: Os dois contraceptivos não atuam nos hormônios. Eles apenas impedem que o óvulo e o espermatozóide se encontrem. Sem eles, a concepção pode acontecer de imediato.  Injeções de progesterona: Aplicadas a cada três meses, faz com que a mesntruação seja evitada durante o prazo em que se é tomada, porém, ao interromper o uso, o ciclo na maioria das mulheres não volta ao nomal imediatamente. Em alguns casos, podem ficar quase um ano sem menstruar e, consequentemente, sem ovular. Vale lembrar que o método não causa infertilidade. Porém, a sua gravidez poderá demorar bem mais do que o esperado para se concretizar.

Fonte: http://www.abril.com.br/

Durateston – Efeitos, Ciclo, Preço

Durateston é um anabolizante bastante popular entre os atletas que estão em busca de ganho de peso e massa muscular.

É composto de quatro diferentes tipos de hormônios com testosterona.

Durateston se mantém no organismo por muitas semanas, porém começa a fazer efeito no dia seguinte a sua aplicação e se mantém até 3 a 4 semanas.  As doses variam em torno de 250 mg a 1000 mg a semana e o ganho de peso é rápido e significativo. Porém como todo medicamento, possui alguns problemas e a durateston interfere na sua produção de testosterona endógena, causando uma parada abrupta na produção. O uso de substancia estimuladoras de Testosterona endógena e Espermatogênese, como HCG e Clomid, deve ser utilizado com o esteróide.

Os efeitos colaterais mais comuns são:

• Acne,Retenção Hídrica
• Aumento da Agressividade
• Aumento dos Pelos
• Diminuição da produção de Testosterona endógena

Anticoncepcional – Efeitos Colaterais

Para as mulheres que querem prevenção para uma futura gestação, sabem que uma das opções é a ingestão das pílulas anticoncepcionais.

Apesar de ser um medicamento vendido sem receita e encontrado facilmente em qualquer farmácia, deve ser consultado um médico antes de começar a tomar.

Algumas pessoas podem sofrer algumas alterações no organismo e devem ser acompanhadas por um profissional que podem orientá-las de maneira que se adaptem melhor ao tipo de medicamento certo, já que os hormônios tem concentrações diferentes em cada marca.

Os efeitos colaterais variam muito de pessoa para pessoa e muitas nem apresentam os sintomas,que podem ser desde secura vaginal, náusea, aumento da pressão arterial, acne, variações de humor, dores mas mamas, enxaqueca, entre outros.

Tratamento contra Olho de Peixe

O olho de peixe é uma infecção viral, que torna-se uma infecção cada dia mais complicada de ser tratada se não for cuidado logo.

É causada pelo HPV que é o mesmo vírus que é transmitido sexualmente em alguns casos.

Transforma-se em uma lesão que forma uma verruga, essa verruga se torna dura e com um ponto mais escurecido no meio.

Para tratar o olho de peixe, você não deve cutucar nem tentar tirá-lo sozinho, porque se você não tirar o centro dele, vai continuar com o problema, isso se não infeccionar ainda mais.

Portanto, procure um especialista, no caso um dermatologista e ele vai falar exatamente o que você deve fazer. Nos casos mais simples, pomadas e uma pequena intervenção ajudam, em casos mais complicados e lesões mais sérias, a intervenção é cirúrgica, acompanhada até mesmo de antibióticos.