Tratamento de Quelóide

Quelóides – Tratamento e Causas

O quelóideé uma alteraçã

Tratamento de Quelóide

Alguns tratamentos podem ajudar amenizar os problemas com os quelóides (Foto: Divulgação)

o determinada por fatores genéticos no processo de cicatrização, ou seja, a má cicatrização de algum processo cirúrgico ou ferimento. Ele aparece, se projeta na superfície da pele, tem um aspecto espesso e normalmente é liso.

Em alguns lugares do corpo como na face, nos ombros, nas orelhas, no tronco superior o quelóide tende aparecer com mais frequência. Mas isso não quer dizer que os quelóides não podem aparecer em outros locais.

Existe um mecanismo dentro do organismo humano que é o de cicatrização, se por algum motivo seu funcionamento estiver debilitado, as cicatrizes anômalas podem surgir e ficarem ainda maiores do que a cicatriz que o provocou.

Se o mecanismo não perceber que já houve a cicatrização e paralisá-la, ela continuará se desenvolvendo, pois se entende que ainda existe tecido a ser reparado, sendo assim, há um excesso de cicatrização que salta sobre a pele formando o quelóide.

Os furos na orelha também podem provocar o aparecimento de um quelóide, por isso, é preciso cuidado na hora de optar pela colocação de piercings e adereços nessa região, principalmente as pessoas negras e que já tiveram um histórico de quelóide.

Segundo estudo, as pessoas de pele negra têm mais probabilidade de terem quelóide do que as de pele mais clara, ainda assim, mesmo as chances sendo pequenas para as pessoas de pela clara é necessário ficar atento, ele pode aparecer.

Quem são os mais afetados

O quelóide afeta muito mais pessoas com idade entre 11 e 30 anos, históricos na velhice e na infância são raros. Nas mulheres as possibilidades de desenvolver um quelóide são maiores na gravidez, porém ambos os sexos podem tê-la na mesma proporção.

Não é possível evitar a formação de quelóide, mas existem alguns métodos que podem ajudar na melhora .

Prevenção

Na realidade não é possível evitar o quelóide em pessoas com propensão a desenvolvê-lo. O ideal é que elas evitem procedimentos cirúrgicos e se realmente forem necessários peçam orientações ao médico responsável pela cirurgia, assim fica mais fácil evitá-los.

Os principais Tratamentos para Quelóide

Existem algumas formas para tratar o quelóide, mas muitas vezes ele acaba voltando, ou então não desaparecendo totalmente. São eles:

Injeções de coticóide intralesiona – No estágio inicial do quelóide essas injeções são indicadas e injetadas diretamente nas lesões;

Criocirurgia – Dependendo do grau do quelóide esse tratamento pode surtir efeito. É  feito com nitrogênio líquido;

Cirurgia convencional – O quelóide pode ser retirado totalmente e a pele é aproximada novamente, porém em 45% dos casos o quelóide reaparece. Outra alternativa, mais eficiente, diz que é possível fazer incisões dentro do quelóide e manter as bordas. O aspecto pode não ser o esperado, porém as chances de o quelóide voltar são menores.

Se esse procedimento tiver o auxilio de outro tratamento as possibilidades do quelóide não voltar são maiores.

Radioterapia – Esse procedimento pode ser perigoso e aumentar o risco de câncer.

Laserterapia – Essa é uma alternativa que pode ser usada por aqueles que preferem não partir para a cirurgia convencional, as chances do quelóide reaparecer também existem com ele.

Gel de silicone – Ajuda a reduzir o quelóide. Para obter resultados satisfatórios é indicado que se comece a aplicar o gel três ou quatro semanas após a lesão ou ferimento.

A junção de mais de um tratamento pode ajudar na cura do quelóide, mas cada caso é um caso, portanto procure sempre um especialista e veja qual é a melhor alternativa.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *